21 setembro 2013

Resenha: A Culpa É Das Estrelas

Olá pessoal tudo bem? saudade enorme de de escrever para o blog, acho que vocês já estão cansados de saber o ocorrido não é mesmo? Então vamos pular essa parte complicada. Tinha que volta com um post bem legal e nada melhor do que uma resenha. Prometi essa resenha tem um tempinho mas devido a falta de tempo com os estudos e os problemas com a mudanças de endereço, demorou um pouco para eu termina de ler, mas enfim terminei. 




 Titulo: A Culpa é das Estrelas
Editora:Intrínseca
Páginas: 283
Autor: John Green
Categoria: Literatura Estrangeira/Romance
Ano: 2012
Onde Comprar: Compare os Preços


Vou começar falando um pouco do que achei do livro, nem posso dizer exatamente quem me recomendou, porque com certeza não irei lembrar, de tantos blogs que indicaram esse livro esse ano, mas não posso deixar de colocar os créditos da minha querida amiga Nayara Santos que me fez esse empréstimo, e quase me contou o final do livro rs.
Ele é um livro realmente encantador e cada elogio que descreveu ele em cada resenha que li realmente foram merecidos. Mas tem um porém, eu demorei muito para conseguir termina esse livro, diferente da série "Os Imortais" de Alyson Noel que me prende ao livro a cada capitulo eu quero ler mais, esse não foi exatamente assim, não querendo falar mal mas vou contrariar todas opiniões lidas até então, mas cada um tem sua opinião própria. A história é sim emocionante e me comoveu, e em alguns momentos conseguir rir das ironias da Hazel Grace, um ponto forte dessa história, foi falar do câncer de uma maneira sem aquele medo, ou tabu que as pessoas costumam falar,  e apenas com a verdade.
 A personalidade da Hazel por exemplo explicar bem esse assunto, uma adolescente de 16 anos que há 3 anos descobriu seu câncer terminal e mesmo assim sempre tratando da sua doença com humor e ironia, e apesar da doença não deixa de ser uma adolescente querendo  ter uma vida normal e poder e quem sabe se apaixonar por um cara legal. E esse cara tinha que ser o Augustus Waters  um adolescente de 17 anos, praticamente um homem perfeito, além de lindo, charmoso, carinhoso, acho que não há adjetivo que possa decifrar toda essa perfeição do Augusto, que sem sombras de dúvidas eu me apaixonei.
O Romance da Hazel e do Augustus de desenrola durante a viagem para Amsterdã, sendo um garoto fofu  e apaixonado ele faz de tudo para ela realizar o sonho da Hazel, que é conhecer seu autor favorito o Peter Van Houter, durante essa viagem o casal se aproxima mais ainda. Na minha opinião foi o destaque e melhor parte desse livro. Apesar da viagem não ter dado tão certo como esperado por causa do Peter não ser a pessoa que ela realmente esperava ser, não séria por causa disso que a viagem se tornaria uma tristeza e graças ao Augustus Waters se torna a viagem mas emocionante e apaixonante de todas.
É uma história linda e comovente e como diz na capa "você vai rir e chorar, e querer mais". E apesar de todo drama e tristeza o livro tem sua pitada de humor e também alegria, e apesar do tema ser o câncer, a história nos passa a verdade sem clichês de contos de fadas, que é tudo lindo, perfeito, ele conta a realidade de um câncer terminal. E eu confesso esperava que tivesse um virada nesse história, e com um fim mais feliz, mas  apesar de tudo foi um fim bonito, e totalmente sem clichês de livros. E a mensagem que passa no livro é que nada é para sempre, e sim para ser vivido o agora independentemente de qualquer coisa, temos que viver nossa vida, nada pode ser modificando, a vida é o que ela é, e que seja vivida assim.


"Serenidade para aceitar as coisas que não posso modificar, coragem para modificar as que posso, e sabedoria para reconhecer a diferença entre elas."






 " Às vezes, um livro enche você de um estranho fervor religioso, e você se convence de que esse mundo despedaçado só vai se tornar inteiro de novo a menos que, até que, todos os seres humanos o leiam…”
Sinopse: Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.


"Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações."

Conheça as redes sociais do autor John Green para ficar por dentro das novidades, e atualidades desse escritor fantástico.
 E vocês pessoal o que acharam do livro? já leram? deixe sua opinião nos comentários.

Xoxo Taciane!
Acompanhe o blog nas rede sociais. Fan Page - Twitter - Instagram





4 comentários:

  1. Foi o último livro que li, indicação e empréstimo de uma amiga da minha mãe... Eu li com uma rapidez que até me assustei! É linda a mensagem que ele passa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando agente gosta e se anima com a história agente lê numa rapidez incrível, eu também gostei apesar de tudo rs, obrigada pelo comentário. Grande bjo :)

      Excluir
  2. Olá, passei apenas pra dizer que já estou te seguindo e voltarei aqui futuramente pra fazer comentários sobre os posts.
    Seu blog é maravilhoso, convido você e suas leitoras a conhecer meu blog
    http://toobege.blogspot.com.br/
    Beijinhos

    Quem seguir no insta, sigo de volta http://instagram.com/theworldofmari

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari tudo bem, obrigada pelo comentários e elogios, espero que possa esta voltando sempre ao blog, acabei de ver o seu blog e estou amando, logo seguirei também, e no instagram quando eu for te procurar de dou um like lá, grande beijos.
      Taci :)

      Excluir